FANDOM


Baba Yaga, também conhecida como Pequena Avó, é uma matusalém Nosferatu de 4ª geração que inspirou uma das figuras mais importantes do folclore eslavo.

BiografiaEditar

Há muito tempo atrás, quando as primeiras sementes da corrupção foram lançadas na Rússia, não foram os Garou que se opuseram a elas, mas uma poderosa feiticeira da mãe Terra, chamada Baba Yaga. Sua mágica estava ligada à própria terra, e a terra era Baba Yaga. Ela usava seu poder para fazer com que as pessoas vivessem em harmonia com a terra e com os espíritos.

Com o tempo, um inimigo invisível chegou á Rússia. Já fazia muito tempo, antes que esse mal fosse conhecido, mas ele estava espreitando as pessoas há algum tempo. Baba Yaga enfrentou essa criatura da noite, um vampiro que sugava o sangue dos vivos. Ela ficou estarrecida quando o viu, pois ele era horrendo. Ela nunca havia visto tal feiura antes, e nem poderia permitir que ele vivesse na Rússia. Ela o insultou, ordenando que fosse embora de suas terras.

Absimiliard, o primeiro do Clã Nosferatu, estava sendo ainda rejeitado pelos mortais por causa de sua trágica face. Ele jurou que sua sacerdotisa, esta Baba Yaga, lamentaria. Ele desapareceu, fazendo-a acreditar que o tinha vencido. Na noite da próxima lua, ele voltou. Ela lutou, mas mesmo suas mais poderosas mágikas não puderam deter o avanço da criatura. Ela convocou os espíritos das florestas e dos rios e a terra gritava a cada passo do monstro. As mãos de Baba Yaga brilharam como o sol, queimando a carne morta-viva.

O vento a protegeu, embora o vampiro arrancasse árvores para arremessar contra ela. O ancião parou, e sua forma angustiada queimou. Ele gritava de ódio, mas mesmo assim ela não parou, pois ela sabia que se soltasse a criatura, com certeza morreria. Ele sorriu, e então se foi sem deixar nenhum traço. Baba Yaga esperava que houvesse sido obra sua, que ela o tinha destruído. Então, todos os animais da floresta se voltaram contra ela. As mesmas criaturas que a tinham ajudado no passado, agora a atacavam. Ela correu, pois nunca havia experimentado tal traição. Ela correu diretamente para os braços do vampiro e logo se viu em uma pegada de aço.

Sem falar uma única palavra, o Ancião disse a ela sobre o bem e o mal. Ele contou como ele havia procurado o mundo por alguém digno de seu poder e que a havia encontrado. Ele disse como ela o serviria. Juntos, eles governariam a Rússia. Então ele lhe deu a escuridão, a morte, dor e uma nova vida. Baba Yaga acordou na noite seguinte com ele sentado ao seu lado. Ela tentou correr, mas com uma palavra, ele a deteve. Ela sabia que sua mente não mais lhe pertencia, e seu corpo não possuía vida. Ela sentia sua conexão com a terra se enfraquecer. O ancião sorriu, e ela se encolheu em desgosto.

Ela procurou dentro de si e começou a Convocação. Em sua mente, ela podia sentir a terra se rebelar, implorando para não fazer isso. Ainda assim, ela queria a destruição desse vampiro mais do que tudo, pois ele a havia transformado em algo menos do que humano. O Ancião não se moveu, pois estava transfixado por suas palavras, enquanto ela convocava as trevas. Os Zmei responderam, saindo das profundezas de Malfeas. Um por um, eles rasgaram o tecido da realidade, saindo dos céus noturnos. Ao comando de Baba Yaga, eles atacaram o Ancião, mas sua astúcia era demais para eles. Poderosos como eles, estavam enfraquecidos pela viajem que fizeram até este mundo e não eram muito espertos em suas táticas.

O Nosferatu criou imagens de si mesmo, e os mandou em suas mentes e os mandou para os cantos da Rússia à procura delas. Baba Yaga viu isso e suou. Ela sabia que o vampiro a faria sua escrava, um peão de seus desejos. Ela não pôde suportar tal visão. Uma vez mais ela alcançou as trevas, e dessa vez, ela trouxe aquilo que mais temia. Um pacto foi feito com Koshchei, a Garra da Wyrm. Ele foi liberto pela vontade de Baba. Koshchei deu um passo para enfrentar o Ancião, e Baba fugiu aterrorizada. Ela correu para longe da destruição no campo de batalha.

Não há testemunhas da batalha, pois os espíritos da floresta morreram na noite anterior ao salvar Baba Yaga. Épicos e Lendas contam sobre poderosos golpes desferidos de ambos os lados e a astúcia de ambos os oponentes. Ninguém sabe ao certo o que aconteceu. O que se sabe é que Koshchei voltou e Absimiliard não foi mais visto. Baba Yaga sabia que o Ancião não residia no solo da Rússia, pois a própria terra havia lhe contado. Mas a terra chorou, pois Baba havia libertado Koshchei em troca de sua vida, esse era o pacto. Ao escolher lutar contra o vampiro, Baba Yaga condenou a Rússia. Agora, Koshchei, uma das Garras da Wyrm estava livre. A corrupção tomou conta da terra.

Todas essas histórias, assim como outras tantas contando sobre a Bruxa, estão completamente distorcidas. Assim como toda Mitologia, ela é contada oralmente, e só é escrita muito tempo depois, quando os fatos verdadeiros já não podem mais ser relembrados. A verdade é que Absimiliard a Abraçou, e a mulher que se tornaria Baba Yaga, sentiu que deveria ser a sua hora de morrer, mas escolheu viver.

Ela ignorou a ordem natural que ela havia servido durante tanto tempo, e se tornou uma contraparte horrível da Deusa que ela havia amado. A terra estava envergonhada, mas ainda assim ela podia comandá-la. Os animais fugiam dela, mas ela podia chamá-los de volta. Sua mágica havia mudado, mas ainda era poderosa. Baba Yaga decidiu que a Mãe Terra não escaparia dela assim tão facilmente.

Em 1990, ela destruiu o Conselho Brujah que influenciava o governo Russo, e colocou os Membros sobreviventes sob seu comando. Então ela começou a erguer um exército. O que exatamente ela planejava continua a ser um mistério, mas ela conseguiu isolar os Membros e outros seres sobrenaturais por muitos anos. Como ela conseguiu influenciar tantas criaturas tão diferentes também é um mistério, pois nem ela tem tanto poder assim.

Os mortais encaram a figura de Baba Yaga como parte do folclore eslavo, uma perversa bruxa para as crianças do Leste da Rússia. Ela é uma lenda contada para divertir e assustar as crianças. Ou, para aqueles letrados em Religião, ela é a Velha, um dos aspectos da Mãe Deusa, transformada em vilã após a chegada dos Cristãos.

De acordo com essas lendas, Baba Yaga vive numa cabana mágica, seu galinheiro, esta choça rústica, tem dois pés enormes de galinha, para andar sobre a floresta, levando Baba Yaga aonde ela quiser. O interior é muito maior que o exterior e ninguém sabe quantos quartos existem lá dentro.

AparênciaEditar

Baba Yaga se mostra para todos que tem a infelicidade de encontrá-la, como a bruxa mais feia que já existiu - 2,4 metros de altura, unhas de 8 cm, presas de tubarão, cabelo desgrenhado, pele cinzenta com bolhas, olhos cheios de catarata e um enorme nariz torto. Esse é o seu disfarce mais impressionante, porém na realidade Baba é muito menos impressionante.

A “Pequena Avó” é isso mesmo, pequena. Sua face e pele retém o tom pálido acinzentado, mas não são cheios de verrugas como dizem as lendas. Ela ainda é um Nosferatu, contudo, e é sutilmente monstruosa. Suas costas são deformadas e curvadas, o braço esquerdo é visivelmente maior que o direito, e ela é coberta por camadas enrugadas de pele. Em sua forma verdadeira, ela usa um longo xale, velho e esfarrapado, assim como ela. Dicas de Interpretação: Você é a feiticeira mais poderosa do mundo e governante da Mãe Terra. Homens, outros Membros e mesmo Lobisomens são apenas alimento para saciar a sua imensa fome (e você está sempre com fome!). Você geralmente é rude e excêntrica, mas esconde uma enorme astúcia, e gosta de brincar de gato e rato. Você respeita a educação, e se alguém puder lhe fitar diante da Abominação que é o seu rosto, e se referir a você como Pequena Avó, você pode poupa-los... ou talvez não.

Ficha de PersonagemEditar

Baba Yaga, a pequena avó
Clã: Nosferatu
Senhor: Absimiliard
Natureza: Bravo
Comportamento: Arquiteto
Geração: 4ª
Abraço: 5000 AC
Idade Aparente: pelo menos 200
Físico: Força 8, Destreza 6, Vigor 9
Social: Carisma 6, Manipulação 6, Aparência 0
Mental: Percepção 7, Inteligência 9, Raciocínio 7
Talentos: Prontidão 4, Briga 7, Intimidação 8, Subterfúgio 5
Perícias: Empatia com animais 4, Etiqueta 6, Pilotar 7 (Pilão e Vassoura), Furtividade 4, Sobrevivência 6
Conhecimentos: Alquimia 8, Conhecimento de Área (Rússia) 9, Investigação 3, Linguística 3, Medicina 3 Ocultismo 9
Disciplinas: Animalismo 7, Auspício 7, Rapidez 3, Dominação 8, Fortitude 8, Ofuscação 7, Potência 7, Presença 8, Taumaturgia 9, Metamorfose 3
Virtudes: Consciência 0, Auto-Controle 2, Coragem 4
Moral: Humanidade 0
Força de Vontade: 10
Qualidades e Defeitos: Digerir Comida, Biblioteca de Ocultismo, Monstruoso, Mansão. Não pode ferir uma pessoa que seja totalmente virtuosa (Humanidade 10, Consciência 5 e tenha Fé Verdadeira 5 ou + ou que tenha atingido a Golconda).
Perturbações: Ilusões de Grandeza

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.